9 de jun de 2007

Cooperação, aliança e unidade

Por Rafael Evangelista

Não acredito na diversidade cultural como um valor em si. Expandida ao máximo, ela se torna uma nova versão do individualismo. O ambiente virtual é ótimo para a superação das distâncias, mas deve servir também para criar laços e não só diferenças. E é mais por esse motivo que as pessoas interagem no virtual, para falarem de mais suas semelhanças do que de suas diferenças.

Ao mesmo tempo, a tecnologia abre espaço para a produção e divulgação do que antes era marginal. Isso tem menos a ver com comunidade virtual e mais a ver com máquinas, software e cultura livre. É a unidade, a aliança (muitas vezes velada) entre aqueles que querem produzir com autonomia, que dá origem a essa estrutura de código e máquinas livres. Esta estrutura, por sua vez, á a condição material para que existam produções culturais diversas, independentes. Sem cultura livre, que possa ser remixada, retrabalhada e resignificada, o processo de produção
cultural autânoma se alonga até ficar impossível, inviável.

Então, acredito importante ter isso em mente. Sem cooperação, aliança e unidade é impossível ser autônomo, independente e diverso.

Um comentário:

Anônimo disse...

http://es.wikipedia.org/wiki/Atomismo